Estranhos hábitos de estacionar automóveis... porquê?

Não sei se já repararam nos mais variados e estranhos hábitos de estacionar (ou abandonar) automóveis, que ultimamente se verificam aqui na "santa terrinha". O pessoal deve andar meio maluco ou então as escolas de condução já não fazem fazem "cavalo-de-batalha" do brio profissional de bem estacionar e medir as distâncias.

Só para dar exemplo, aqui descrevo algumas formas bizarras de "abandonar" as viaturas na via pública:

  • Enfiar a viatura de frente num espaço que dava perfeitamente para fazer um estacionamento correcto;
  • Parar a viatura paralelamente a um ou mais lugares, impossibilitando outra pessoas de usar esses espaços (complementado com o baixar da cabeça sem nunca nos olharem nos olhos);
  • "Abandonar" a viatura no meio da via, obrigando os outros automobilistas a manobras estranhas para ultrapassar o obstáculo;
  • Desperdiçar o maior espaço possível para que outros não possam usufruir do mesmo espaço para estacionar;
  • Estacionar (mais uma vez com a cabeça baixa em atitude cobarde) em frente a automóveis com pessoas dentro, prontas para iniciarem a marcha, quando por perto existem muitos espaços disponíveis para estacionar correctamente;
  • Dificultar o mais possível a circulação, estacionando com o maior espaço possível da berma ou em segunda fila e se possível paralelamente a outra viatura estacionada da mesmo forma no outro lado da via, encurtando invariavelmente o espaço de passagem;
  • Num tipo de estacionamento em "espinha", colocar a viatura de modo a cruzar o maior número possível de espaços de estacionamento;
  • E outros casos e bizarros tipos de estacionamento que se veem todos os dias nesta cidade e estradas deste país.

Se alguém tver alguma coisa a dizer acerca disto, por favor não se acanhe e "chegue-se à frente" para lançar luz sobre este assunto.

Comentários

Teresa Coutinho disse…
Sobre este assunto, claro que há muito a dizer. De uma maneira geral a falta de civísmo graça por aí. O mais estranho é que as autoridades fazem leis especificas para combater estes casos, o que se vê? nada. Continua tudo na mesma. os portugueses continuam a praticar as maiores barbaridades no estacionamento, está-lhes na massa do sangue. Ao ponto de impedir o normal andamento dos piões.