Cinema Paraíso...

Hoje deu-me para ir ler algumas partes da bíblia e reconfirmar algumas das minhas teorias predilectas: somos todos filhos de incesto puro e duro e Adão e Eva não eram de todo os primeiros a habitar este planeta, a acreditarmos nos textos bíblicos.

Sim pois se lermos atentamente as primeiras partes do livro do Génesis (primeiro livro de Moisés), veremos claramente que Deus criou Adão e Eva depois de ter criado todas as criaturas da Terra e mandou-os reinar sobre todos eles, pois eram os únicos a habitar toda a Terra. Porém... não disse que já tinha criado mais povos na Terra para além desses dois elementos preponderantes na história bíblica.

Na altura em que Caim matou o seu irmão Abel, Deus expulsou-o da área onde morava com os seus pais e marcou-o para que ninguém o matasse e mandou-o para o resto do mundo para se multiplicar... ora aqui reside um dos pomos da discórdia: multiplicar-se com quem? Assexuadamente? Seria ele hermafrodita como muitas das espécies que habitam este planeta? Seria ele uma espécie de Dr. Frankenstein e fez uma companheira de pedaços de animais como se fosse uma boneca de trapos? Ou, loucura das loucuras, afinal existiam mais pessoas ao de cima da Terra e afinal Adão e Eva eram apenas mais uma gota nessa multidão? Mais uma família em dificuldades no "modus vivendi" daquelas eras?

Aqui rebenta logo um dos muitos mitos retratados na bíblia. Caim saiu pela Terra expandindo a sua "semente" e ninguém o podia julgar ou matar sequer? Então afinal, e olhando à luz da teoria bíblica, um assassino não pode ser morto mas sim libertado sendo marcado de modo a que toda a gente veja o que fez? Como assim? Então todas as mortes por cadeira eléctrica, injecção letal, câmara de gás, enforcamento, etc. terão sido totalmente ilegais e anti-divinais? Afinal quem manda mais neste planeta, o Homem ou Deus? Que raio de cabeça que me havia de sair na rifa... para questionar todas estas "verdades". Serei apenas uma maldição ou um "freak" que nunca deveria ter saído à rua e atirar pedras ao "lago" da cultura instituída?

Mais ainda, Caim, a acreditar em tudo isto e na versão de que Adão e Eva teriam tido mais filhos (nem todas as bíblias descrevem este facto), saiu com uma irmã da terra de seu pai e foi a primeira mulher de Caim de onde brotou Enoch o seu primeiro filho. Se assim foi, isto é puro incesto e totalmente reprovado actualmente. Então porque ninguém comenta este tipo de pormenores na bíblia? Será universalmente aceite este tipo de prática se for no seio da bíblia? E tendo Adão vivido 930 anos, segundo o tempo local daquela altura, quando teve Caim ainda tinha cento e picos anos... ora isto configura desde já um quadro de sexo entre pré-adolescentes com a agravante de Eva ter ficado grávida e não ter abortado.

Se isto aconteceu então Deus, como pai (atenção como "pai" do Adão e da Eva), teria de ser chamado à responsabilidade de deixar dois pré-adolescentes (ainda por cima "filhos" Dele) brincarem com coisas sérias. Tudo isto é de uma irresponsabilidade atroz. Ora se isto é de uma irresponsabilidade atroz, que moralidade têm todas as pessoas que se dizem juízes, religiosos e afins de julgar alguém pelos seus actos? Não seremos todos amorais desde o início? Porquê andar a esconder toda a origem dos nossos pensamentos ou actos, se no início tudo isto já vem incutido no nosso código genético?

Gostava de compreender mais a fundo tudo isto, mas quanto mais leio e interpreto a bíblia mais me afundo em conjecturas e teorias de conspirações que actualmente os religiosos fazem questão de cumprir... e não falo em questões de fé, pois fé todos temos se acreditarmos em nós próprios sem recorrer a religiões. É simples.

Bem dizem que a bíblia é o livro mais revolucionário que existe e com razão pois quem o lê começa logo por não acreditar no que vê nos dias de hoje na igreja, e logo nas primeiras linhas quanto mais no resto do texto. A pessoa que resistir a tal teste, fica logo imediatamente com a ideia de formar uma nova religião distante do catolicismo clássico, pois não tem muito a ver com o que vem descrito na bíblia.

Comentem por favor, pois já me alonguei bastante nestas considerações e prevejo um grande número de flamejantes comentários na minha direcção, contra a minha predilecção em ser anti-igreja e principalmente anti-catolicismo. Para que conste... não sou contra isso tudo, se isso tudo realmente contasse a verdade e não uma adaptação da sua interpretação da bíblia.

Comentários

Oriente Antigo disse…
What about os livros que o imperador romano e o amigo que era papa na altura decidiram 'riscar' da coleccao? As coisas que eles dizem que nao interessava passar ao comum dos mortais/subdito/crente devoto...
HomerJ disse…
Tanta coisa que havia a dizer acerca de tudo o resto, mas o assunto deste artigo é mesmo um dos primeiros "tiros no pé" do catolicismo.
Ricardo Araujo disse…
Se nos limitarmos ao intelecto não entenderse-ia nada.
Se cada um vive bem da sua maneira de vida e esta seguro de para onde vai ou se não vai pra lugar nenhum, então que cada um viva sua vida, afinal se estamos cientes dos nossos passos caminhemos com nossos pés!!