Tecnol...o(r)gia!!!

Durante as minhas incursões nos conhecimentos do Messenger e nas mentes das pessoas que vou conhecendo por lá, existe sempre um denominador comum que é o facto de quase ninguém apreciar uma boa orgia.

Ora, entenda-se esta palavra como um prefixo de algumas outras actividades e que quer dizer, alegria por estar a fazer uma actividade pela qual sentimos muito prazer e nem sempre as coisas sao conotadas com a usual interferência sexista.

No entando as pessoas tendem sempre a entender essa palavra como direccionada para o campo sexual, por isso me divirto tanto a exercer sobre elas uma "pressão" mental para ver até onde consegue chegar a mente do ser humano, quando sujeita a certas "provocações".

Existem as que cedem logo no início e nas quais tenho imediatamente de explicar toda a minha teoria e aquelas das quais sinto uma proximidade e respeito muito grande, devido ao envolvimento que demonstram na actividade que vou simulando. Deste modo descobre-se coisas da mente humana que jamais se notariam no normal rumo da vida.

Digo isto, porque geralmente, e ao contrário do que na generalidade essas pessoas dizem, elas adoram, ou melhor, amam, orgias. Sejam elas de origem gastronómica, familiar, visual ou mesmo tecnológica. Vivemos continuamente numa fase da nossa vida e numa era onde as orgias são algo obrigatório na nossa vida. Somos obrigados a perceber de muita coisa como forma de concretizar a nossa produtividade profissional... e se isto não é um bom exemplo de orgia sem piada nenhuma... diabos me levem.

Outros exemplos de orgias muito actuais são:
  • Orgia de sentidos sempre que vemos algo de que gostamos muito;
  • Orgia de sentimentos quando ficamos felizes por ver alguém muito querido ou um familiar do qual não sabíamos do seu paradeiro;
  • Orgia gastronómica quando a comida nos está a saber muito bem;
  • Orgia tecnológica quando entramos numa loja de informática e "hi-fi" e olhamos para todo o lado com a vontade de experimentar tudo, tal qual uma "raposa num galinheiro".

Portanto sejam cientes de que todos amamos orgias e que as vamos continuar a ter sempre que amarmos algo ou alguém. Portanto sejam mais sinceros e observadores, quando alguém pergunta se realmente gostamos de orgias, pois elas são boas, estão aqui e recomendadas para a nossa felicidade como consumidores do mundo capitalista.

Comentem e sejam verdadeiros no assunto:-) sob pena de apenas enganarem uma pessoa: vocês próprios. Sejam felizes e distribuam felicidade que é necessária, muito necessária.

Comentários