Perguntas difíceis de responder...

Apresento aqui uma série de perguntas com carácter mais sério e com respostas bastante difíceis de dar. Entre elas estão as que mais me intrigam e as que me moveram inicialmente para criação deste blog (perguntas em negrito). Espero que no fim acrescentem algumas mais que se lembrem e completem esta lista que já de si é bastante longa. Sem mais demoras aqui vão as perguntas:
  1. Quantos anos teríamos se não soubéssemos quantos anos temos?
  2. Daríamos a nossa vida por algo ou por alguém?
  3. O que é pior, falhar ou nunca tentar?
  4. Se a vida é tão curta porque é que fazemos tantas coisas que não gostamos e gostamos de tantas coisas que não fazemos?
  5. Quando se diz que "está tudo dito e feito", será  que dissemos mais do que fizemos?
  6. Qual é o sentido da vida?
  7. As perguntas sobre entidades divinas são fáceis de responder?
  8. Porque é que o mesmo Deus para um lado do mundo é misericordioso e para o outro lado é vingativo e ambos os lados auto-intitulam-se "a verdadeira religião"?
  9. Qual é a coisa que achamos que deveríamos mudar no mundo?
  10. Se estivéssemos a morrer à fome, seríamos capazes de nos prostituir ou prostituir alguém da nossa família mais próxima para todos sobreviverem?
  11. Aceitaríamos deixar morrer um familiar próximo cuja vida estivesse apenas dependente de uma máquina e sem hipóteses de recuperação?
  12. Se um familiar estivesse às portas da morte e a necessitar de sangue mas fosse "Testemunha de Jeová", deixaria que ele morresse devido às ideologias dessa seita religiosa?
  13. Se a felicidade fosse uma moeda corrente, que tipo de trabalho nos faria mais ricos?
  14. Será que estamos a fazer o que acreditamos ou apenas a contentar-nos com o que andamos a fazer?
  15. Quando ou em que altura preferíamos morrer?
  16. Se a média do ciclo de vida humana fosse apenas de 40 anos, o que faríamos de diferente durante esse tempo?
  17. A que nível conseguimos controlar o curso da nossa vida?
  18. Será que estamos mais preocupados em fazermos as coisas correctamente ou fazermos as coisas correctas?
  19. O que faríamos se durante um jantar com 3 pessoas que sempre admirámos e respeitámos, essas pessoas começassem a dizer mal e a desrespeitar um grande amigo nosso, sendo totalmente injustas e desagradáveis?
  20. Se pudéssemos dar apenas um conselho de vida a um bebé recém-nascido, qual seria?
  21. Seríamos capazes de ir contra a lei só para salvar alguém que amamos?
  22. Alguma vez vímos loucura onde mais tarde vemos criatividade?
  23. O que achamos que fazemos diferente da maioria das pessoas?
  24. Como é possível que as coisas que nos fazem felizes, não fazem felizes a maioria das pessoas?
  25. Qual é a coisa que nunca fizemos mas que realmente adorávamos fazer? O que nos retém?
  26. Estaremos a segurar-nos a algo que precisamos urgentemente de nos libertar?
  27. Se tivéssemos de nos mudar para outro sítio do país ou do mundo, para onde mudaríamos e porquê?
  28. Pressionamos os botões do elevador mais do que uma vez. Será que acreditamos que o elevador vem mais depressa só porque fazemos isso?
  29. Porque pressionamos com mais força os botões do comando quando sabemos que as pilhas estão descarregadas?
  30. O que preferíamos ser: um génio sempre preocupado ou um tonto sempre alegre?
  31. Porque somos nós o que somos?
  32. Teremos nós sido o tipo de amigo que nós próprios escolheríamos como amigo?
  33. Mesmo depois de ter sido atraiçoado por um amigo próximo, se ele estivesse em perigo de vida ou se ele necessitasse de dinheiro para sobreviver, iria em seu auxílio?
  34. O que é pior: um bom amigo que se muda para longe ou perder o contacto com um bom amigo que vive mesmo ao nosso lado?
  35. Do que somos mais agradecidos?
  36. Preferíamos perder as nossas memórias antigas ou a chance de fazer novas memórias?
  37. É possível saber a verdade sem primeiramente a desafiarmos? 
  38. Alguma vez o nosso maior medo se tornou realidade?
  39. Lembram-se daquele evento que há uns anos os incomodou imenso? Continua a incomodar na mesma proporção?
  40. Qual é a memória mais feliz da vossa infância? O que a tornou tão especial?
  41. Em que altura da nossa vida passada ou recente nos sentímos mais apaixonados e vivos?
  42. Se não for agora, então quando?
  43. Se ainda não conseguimos alcançar um certo objectivo de vida, o que temos a perder em tentar a partir deste momento?
  44. Alguma vez sentímos que estando perto de alguém, não dizendo nada, tivemos a melhor conversa do mundo?
  45. Porque é que as religiões que profetizam o amor e a compaixão, causam tantas guerras?
  46. É possível saber, sem qualquer dúvida, o que é o Bem e o que é o Mal ou sobre o que é Certo e o que é Errado?
  47. Se ganhássemos o Euro-Milhões, desistiríamos do nosso emprego?
  48. Preferiríamos ter menos trabalho ou mais trabalho que realmente gostássemos?
  49. Já sentiram alguma vez que vivemos anteriormente este dia centenas de vezes?
  50. Quando foi a última vez que "marchámos para a escuridão" apenas com uma ideia em que acreditamos fortemente?
  51. Se soubéssemos que toda a gente que conhecemos iria morrer amanhã, quem visitaríamos hoje?
  52. Se soubéssemos que iríamos ficar famosos e atraentes, seríamos capazes de reduzir o nosso tempo de vida em 10 anos?
  53. Qual é a diferença entre "estar vivo" e "sentirmo-nos vivos"?
  54. Em que altura é correcto pararmos de calcular riscos e recompensas e fazermos apenas o que achamos certo?
  55. Se aprendemos com os nossos erros, porque é que estamos sempre cheios de medo de errar?
  56. Que faríamos de diferente se soubéssemos que ninguém nos iria julgar?
  57. Qual foi a última vez que notámos o som da nossa respiração?
  58. O que amamos? Alguma das nossas acções mais recentes expressou abertamente esse amor?
  59. Daqui a 5 anos será que nos recordamos o que fizemos ontem? E anteontem? E antes de anteontem?
  60. Decisões estão a ser tomadas neste momento. A pergunta é: estamos a tomá-las em função de nós próprios ou estamos a deixar que outros decidam por nós?

Comentários

Joana Cardoso disse…
Tens que ir ter uma conversa com o Dalai Lama... Faz um retiro espiritual no Tibete!! ;)