O hino mais poderoso do mundo...

Vou falar de um assunto que não suscita nenhuma polémica em comparação às matérias que costumo colocar aqui, mas que poderá provocar celeuma em relação a questões mais nacionalistas e globalizantes.

Ouvi o hino da Federação Russa! Não que fosse a primeira que o tenha feito, porque já o fiz muitas vezes mas apenas com o sentido de penetrar dentro de cada uma das notas musicais desta partitura e absorver o timbre do som de cada instrumento. Desta vez fí-lo com um objectivo diferente: atentar nas palavras presentes poderosamente elaboradas para integrar essa grandiosa música:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Hino_da_Federa%C3%A7%C3%A3o_Russa

Falam de glória, de um povo cheio de orgulho da sua história e extensão de território, da união das diversas regiões e da enorme massa de terra que compõe a Federação Russa, mas escondem o sofrimento atroz que tanto Lenine como Estaline provocaram no seu povo tentando deste modo escondê-lo pela heróica letra deste fabuloso hino.

Ao longo dos anos a letra foi sendo alterada conforme os interesses dos vários líderes do Partido Comunista no poder desde a Revolução Bolchevique. A grandiosa música foi elaborada em 1944 como hino do Partido Bolchevique, substituindo outra música descrita no artigo da Wikipedia acima e a letra que originalmente acompanhava este hino foi sendo alterada para se ir ajustando às diversas épocas da ex-U.R.S.S. Se inicialmente falava da guerra e das lutas que o povo teve de enfrentar para garantir a independência.

Já as versões mais finais falam de outros assuntos, mantendo apenas o refrão como referência à liberdade da Mãe Rússia e à unidade de todos os povos irmãos que constituíam as antigas repúblicas socialistas soviéticas. Essa "irmandade" quebrou-se e mais uma vez a letra foi alterada para ir acompanhando o evoluir da realidade e dos tempos.

Ouvi o hino desta grande nação... emociono-me sempre que o ouço. Não existem muitas coisas que me façam verter uma lágrima... mas este hino, de facto, incita-me a isso. É mais forte que eu.

O que sentem quando ouvem esta épica melodia? Partilhem comigo :)

Comentários