Vegans vegetativos...

Ouvi um programa sobre "veganismo" na rádio e o meu cérebro fez logo um "click" sobre o assunto. Obviamente tive de vir a correr escrever algo sobre isto senão já não me iria sentir bem durante o resto do dia. Então o programa dizia o seguinte: determinava que tipo de comidas e atitudes devem os "vegans" tomar para se manterem fiéis aos seus princípios. De imediato pensei para os meus botões: se a Natureza quisesse que os humanos fossem desse modo, não nos teria dado nem dentes nem um tipo de sistema digestivo que desde o primeiro dia está preparado para digerir carne, peixe e derivados.

Adicionando a isso ainda temos a herança dentária, com a presença de dentes caninos superiores e inferiores. Não podem escapar a essa. Existem e por uma razão: somos omnívoros desde a mais tenra idade. Se agora existem classes de pessoas que isto ou aquilo decidem inverter a sua origem natural e tentar outro tipo de existência é lá com eles, mas não podem renegar que um bom bife ou um bom peixe assado de vez em quando sabe bem que se farta. O nosso apêndice olfactivo (vulgo nariz) também tem um papel bastante activo nessa questão fazendo, na presença de aromas agradáveis, activar as glândulas salivares de modo a ajustar todo o tracto digestivo para a refeição que se aproxima.

Somos assim por natureza e não podemos ser de modo diferente. Só existiria um modo e isso teria de ser ao nível da alteração dos nossos genes, mas acho muito difícil que um simples "vegan" esteja predisposto e com dinheiro suficiente para remover os genes que os fazem gostar de outras coisas que não apenas uma série de acompanhamentos de refeição.

Outra situação refere-se ao fundamentalismo em que esta gente vive. Se repararem, os "vegans" chegam ao cúmulo de tentar verificar se as roupas que usam são feitas de fibras naturais ou de animais. Por esta ordem de ideias nenhum deles podia andar em grandes carros feitos por pessoas exploradas pelas grandes marcas de automóveis e não poderiam queimar o combustível que consomem nessas máquinas.

Por outro lado também tem de pensar que o mínimo utensílio que usam para confeccionar as suas "refeições" pode ter sido feito por pessoas subnutridas mas ainda assim melhor alimentadas que eles próprios. Por falar em subnutrição, alguma vez viram um "vegan" com bom aspecto tanto de cara como de corpo? São pessoas estranhas e meias acinzentadas. Parecem zombies com melhor aspecto que uma condição "post-mortem". O aspecto de alguém que se assume como radicalmente vegetariano, não me parece que seja um grande incentivo para entrar nessa loucura.

Vamos por isso ter calma com tudo isto do estilo "vegan" pois não me parece de todo que andar a beber sumos, que sabem e parecem tirados de um "corta-relvas" e passado por uma picadora Moulinex, seja uma boa ideia até porque podem ficar "entalados" na garganta ou em alguma parte do esófago e depois temos de chamar um médico que come bifes e outras "porcarias" não "vegan" às refeições para ajudar a remover o tapete de relva com que essa malta resolveu pavimentar o tracto digestivo.

Digam-me o que pensam desta onda louca que algumas pessoas assumiram mas que não me parecem que possam fazer perdurar durante muito tempo. Coisas da moda, concerteza :D

Comentários